O Choppão Cristal

Em 24 de agosto de 1980 nascia na cidade de Lins o Choppão Cristal. Inicialmente com 60 mesas, hoje conta com 120 mesas e um amplo salão de festas. Em seu variado cardápio destacam-se os pratos Frango ao Bacon, Filé à Cordonbleau, Filé à Parmegiana, Picanha Grelhada e Pizza Choppão, sempre acompanhado por um delicioso chopp gelado.

 

Para melhor atender a seus clientes possui dispositivo de chamada eletrônica que solicita a presença do garçom com um simples toque no botão do controle disponibilizado em cada uma das mesas. Excelência no atendimento e qualidade nos pratos oferecidos são características marcantes do Choppão Cristal.

 

Para maior conforto de seus clientes, o Choppão Cristal inaugurou seu Playground. Uma área especialmente desenvolvida para as crianças com brinquedos e monitores treinados para cuidar bem de seu filho enquanto você saboreia as delícias da casa.

 

logochoppao

 

 

 

 

 Rua Luiz Gama n° 1799 - Bairro Jardim Ariano - Lins - SP - CEP 16400-472 - Tel: (14) 3511 0707

Peça a Carta de Vinhos

logocontato1Interessante a rejeição de muitos restaurantes quanto a colocar rótulos nacionais em suas Cartas de Vinho. Preconceito ou falta de atualização sobre o mercado? Ou ambos os motivos?

Houve época em que realmente era impossível montar uma boa carta de vinhos com rótulos nacionais. A qualidade em termos de vinhos finos era efetivamente precária. Colocar vinhos nacionais significava jogar a Carta para baixo.

Com as novas tecnologias aplicadas, investimentos direcionados e muito trabalho, o quadro mudou drasticamente e, louve-se, para melhor. Muito melhor.

Começando pelos espumantes, o Brasil nada deve ao resto do mundo no que tange à qualidade dos nossos espumantes. Obviamente, não estamos falando de Champagne e outros espumantes “top”. Entretanto, nossos espumantes são muito melhores do que a maioria dos proseccos servidos em festas e que abundam nas Cartas de Vinho de norte a sul.

Casas como Villa Francioni, Lídio Carraro, Angheben vêm produzindo vinhos absolutamente excelentes. Mesmo casas que trabalham com visam camadas mais amplas de mercado como Casa Valduga, Salton e Miolo, não apenas têm ótimos vinhos “top”, como vem melhorando cada vez mais os rótulos mais populares.

Nomes emergentes como Pericó, Vallontano, Quinta das Neves dentre outros, começam a despontar já com qualidade diferenciada. Ou seja, não é mais por falta de qualidade que muitos restaurantes continuam a ignorar os vinhos nacionais. É por falta de visão.

Obviamente, não levo em conta, os vinhos de garrafão e os suaves em geral, apenas porque não fazem parte da proposta deste artigo. São muito vendidos e a demanda é grande. Mas, estamos falando de Cartas de Vinhos, digamos, “genuínas”.

Um fator que certamente inibe uma presença maior é o custo ainda muito alto dos nossos vinhos, custo esse refletido no seu preço final. Não se pode negar que, em muitos casos, é natural o consumidor comparar os preços a acabar se decidindo por um importado de melhor relação custo benefício.Autor: Marcelo Carneiro

© 2015 Implantação - UMA T.I. Tecnologia da Informação